zenite.nu
Carregando...
Diário astronômico - Espaçonave Terra

As fases da Lua

 1ª parte

O aspecto da Lua se modifica diariamente. Mas isso se deve tão somente a posição relativa da Lua, Terra e Sol. A cada dia o Sol ilumina a Lua sob um ângulo diferente, à medida que ela se desloca em torno da Terra. Um ciclo completo leva 29 dias e meio e se chama mês lunar, lunação, revolução sinódica ou ainda período sinódico da Lua.

  Fases da Lua - Fevereiro de 2020
    Lua Crescente dia 1 às 22h43min   Lua Cheia dia 9 às 4h35min
    Lua Minguante dia 15 às 19h19min  Lua Nova dia 23 às 12h33min
Dados referentes ao fuso de Brasília (UTC – 3). Acrescente 1 hora em caso de vigência do horário de verão.

Em cada dia da lunação enxergamos a Lua um pouco diferente e assim podemos imaginar cerca de 30 diferentes fases da Lua – mas isso ainda não é o bastante (veja o quadro “Ponto chave”).

Porém, em nossa cultura, geralmente apenas quatro fases lunares recebem denominações especiais: Lua Nova, Quarto Crescente, Lua Cheia e Quarto Minguante.

Entre duas fases iguais (duas luas novas, por exemplo) passam-se 29,5 dias. Portanto, em um ano temos 12,4 ciclos lunares completos. Isto significa que uma mesma fase pode acontecer no mínimo 12 e no máximo 13 vezes num único ano.

Ponto chave
Uma fase lunar representa um ângulo cujo vértice está na Terra, entre Lua e Sol. Como a Lua se move, esse ângulo muda sempre. Assim, rigorosamente falando, a cada instante temos uma fase da Lua diferente. A Lua, na verdade, tem infinitas fases!

Em que fase estamos?

As fases Nova, Crescente, Cheia e Minguante não duram uma semana, como sugerem alguns calendários. Na verdade elas acontecem apenas num certo dia do mês e em instantes críticos que correspondem a situações geométricas muito bem definidas na posição relativa entre Sol, Terra e Lua.

No caso dos Quartos Crescente e Minguante, um observador vê a metade do disco lunar iluminado. Ou, em outras palavras, a metade do hemisfério lunar voltado para a Terra – o que por sua vez corresponde a 1/4 da superfície lunar iluminada, daí o termo.

Quando é Lua Cheia vemos o disco lunar 100% iluminado. Quando é Lua Nova não a vemos, pois não há luz solar refletida (0% de iluminação). Nos demais dias do mês a Lua não é cheia e nem nova. Ela pode estar crescendo ou minguando, mas enquanto não chegar o momento, ainda não será Quarto Crescente e nem Quarto Minguante.

Por que a Lua tem fases?

Mas por que acontecem as fases?

É tudo uma questão de perspectiva. Se você está de frente para alguém que é iluminado por uma única fonte de luz lateral, não poderá ver o rosto inteiro dessa pessoa (animação acima). Algo semelhante acontece com a Lua vista da Terra.

Habilite o seu navegador para aceitar conteúdo em Flash™ desta página e a figura acima será interativa. Você poderá mover a Lua com auxílio do mouse e constatar como o seu aspecto muda para quem a vê da Terra. Note que nenhuma “sombra” interfere na formação das fases lunares. Isso ficará mais evidente no decorrer deste texto.

Observando a Lua durante o dia

Quem disse que a Lua não é vista durante o dia? Durante uma lunação, nosso satélite natural pode ser observado em diferentes momentos, inclusive pela manhã ou à tarde, dividindo o céu com o astro-rei.

O gráfico abaixo mostra os horários aproximados (de 0 à 24h) quando a Lua pode ser vista em cada uma de suas quatro fases principais. Embora a Lua na fase Nova não seja visível, podemos ver um fino crescente (ou minguante) até dois dias antes ou depois da data da Lua Nova.

Visibilidade da Lua

A seguir, vamos falar mais detalhadamente sobre cada uma dessas quatro fases principais e você vai saber como identificá-las no céu sem o auxílio de um calendário.

Continue lendo…

 

Magnífica Lua
O lado oculto da Lua

Publicação em mídia impressa
Costa, J. R. V. A Lua e o dragão. Tribuna de Santos, Santos, 11 abr 2005. Caderno de Ciência e Meio Ambiente, p. D-4.
Como citar o texto desta página como fonte de sua pesquisa

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT, a forma indicada para mostrar que você pesquisou o artigo contido nesta página é:

 

As referências bibliográficas são importantes não apenas para dar crédito aos autores de suas fontes, mas para mostrar a sua habilidade em reunir elementos que constroem uma boa pesquisa. Boas referências só valorizam o seu trabalho.