Surfshark
Astronomia no Zênite
Astronáutica - Os pioneiros

O programa Mercury

StatusLançamentosObjetivo
Concluído
Entre agosto de 1959 e maio de 1953
Voos orbitais tripulados
Visão em corte da Mercury
MERCURY  Visão em corte; clique para ampliar.

A Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos (NASA) tomou para si a responsabilidade do programa espacial norte-americano no dia 1° de outubro de 1958.

Foi nesta época que foi criada uma comissão, o Grupo Tarefa Especial, para planejar o Programa Mercury, que realizaria os primeiros voos espaciais tripulados dos EUA. Foram, na verdade, um total de 25 vôos, dos quais somente 6 eram tripulados (mostrados na tabela abaixo).

Dos mais de 100 voluntários que se apresentaram, a NASA selecionou 32 para serem submetidos a extenuantes testes, dos quais resultaram 7 homens que em maio de 1969 iniciaram seus treinamentos como astronautas da Mercury.

Os sete astronautas do programa Mercury
OS ELEITOS  Os sete astronautas do programa Mercury. Da esquerda para a direita, Wally Schirra, Alan Shepard, Deke Slayton, Gus Grissom, John Glenn, Gordon Cooper e Scott Carpenter.

Mas a primeira cápsula Mercury ainda seria submetida a numerosos testes antes que um norte-americano realizasse seu primeiro voo ao espaço (veja também Animais no Espaço).

PROGRAMA MERCURY
MissãoLançamentoPrincipais resultados
Freedom 705/Mai/1961O astronauta Allan B. Shepard realiza um voo suborbital com duração de 15min.
Liberty Bell 721/Jul/1961O astronauta V. I. Grissom realiza um voo suborbital com duração de 15 min 37s. No retorno à Terra, a cápsula naufragou no Atlântico. O astronauta sobreviveu.
Friendship 720/Fev/1962O astronauta John H. Glenn completou 3 revoluções na Terra em 4h 55min 23s.
Aurora 724/Mai/1962O astronauta S. Carpenter completou 3 voltas em torno da Terra em 4h 56min 5s.
Sigma 703/Out/1962O astronauta W. M. Schirra completou 6 revoluções em 9h 56min 11s.
Faith 715/Mai/1963O astronauta L. Gordon Cooper completou 22 revoluções em 34h 19min 49s.

O primeiro americano a realizar um voo orbital foi o astronauta John H. Glenn (1921-2016), a bordo da Friendship 7, em fevereiro de 1962. Alan B. Shepard (1923-1998) fez um voo balístico (suborbital), sua cápsula apenas subiu e desceu numa trajetória semelhante a de uma bala de canhão. Quase um ano antes o russo Yuri Gagárin (1934-1968) se tornaria o primeiro ser humano em órbita da Terra, a bordo da primeira cápsula da série Vostok.

O nome Mercury é uma homenagem ao deus romano Mercúrio, o mensageiro dos deuses. Além de ter sido o primeiro programa espacial tripulado da recém-criada NASA, ele ajudou a tornar popular a exploração espacial, não só entre os norte-americanos mas pelo mundo todo.

Símbolo do programa Mercury
O logo do projeto tem o número sete (o número de astronautas do programa) representado junto ao símbolo astronômico do planeta Mercúrio (e também o signo medieval do elemento mercúrio).

Depois do programa Mercury, veio o Gemini. As cápsulas Gemini tinham espaço para dois astronautas. Juntos, Mercury e Gemini prepararam a NASA para o programa Apollo, que colocou seres humanos na superfície da Lua pela primeira vez na história. Artigo de Astronomia no Zênite

GOSTOU DO ARTIGO? COMPARTILHE!    
PUBLICIDADE
Este website não tem fins lucrativos, sendo mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando o seu bloqueador de anúncios para www.zenite.nu
 

Os pioneiros
Project Mercury (em inglês) 

Referências (fontes consultadas)
• Project Mercury NASA. Disponível em <https://www.nasa.gov/mission_pages/mercury/index.html>. Acesso em 15 jan 2021.
• Project Mercury. Wikipédia. Disponível em <https://en.wikipedia.org/wiki/Project_Mercury>. Acesso em 15 jan 2021.
Créditos: Costa, J.R.V. O programa Mercury. Astronomia no Zênite, 19 jan. 2021. Disponível em: <https://www.zenite.nu/o-programa-mercury>. Acesso em: 19 set. 2021.
Como citar esta página como uma fonte da sua pesquisa

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT, a forma indicada para mostrar que você pesquisou o artigo contido nesta página é:

 

As referências bibliográficas são importantes não apenas para dar crédito aos autores de suas fontes, mas para mostrar a sua habilidade em reunir elementos que constroem uma boa pesquisa. Boas referências só valorizam o seu trabalho.