Novidades do Espaço ExteriorAntena
 Ano II - Nº 82

Planetary Society promove
eventos no Brasil
Astronomia no Zênite - 1 de setembro de 2002

A Planetary Society - Brasil estará realizando durante o mês de setembro um ciclo de palestras sobre os 25 anos da Missão Voyager, duas naves lançadas em 20 de agosto e 5 de setembro de 1977. As sondas Voyager obtiveram importantes resultados sobre Júpiter, Saturno, Urano e Netuno e continuam a enviar informações para a Terra, agora dos confins do Sistema Solar.

As palestras serão realizadas na cidade paulista de São Carlos e contam com o apoio do Centro de Divulgação da Astronomia e do Instituto de Física de São Carlos, ambos pertencentes à Universidade de São Paulo (USP).

Vem aí o novo SETI@Home
www.seti.org - 28 de agosto de 2002

O Instituto SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) anunciou planos para ampliar a caça por sinais de rádio vindo de possíveis civilizações inteligentes. O já conhecido SETI@home, ou SETI em casa, é o maior projeto de processamento distribuído do planeta. O software é basicamente um descanso de tela que usa o tempo ocioso de um computador conectado a Internet para receber "pacotes" de sinais digitalizados do radiotelescópio de Arecibo, analisando-os para descobrir eventuais padrões de sinais de rádio extraterrestres.

Quase 4 milhões de pessoas já baixaram o programa e pelo menos 540.000 são usuários ativos. Originalmente, o programa SETI estava limitado a esquadrinhar o céu somente onde o radiotelescópio de Arecibo apontava, uma faixa entre declinação +2° e +38°. Isto corresponde a, aproximadamente, 30% da esfera celeste. Em breve o novo SETI@home aumentará a procura para a metade do céu, uma região que inclui a maioria do enorme volume da Via Láctea. É que o SETI passará a usar também o radiotelescópio Parkes, de 64m, na Austrália.

Super telescópios na África
Spaceflight Now - 29 de agosto de 2002

Os telescópios de raios gama mais sensíveis do mundo serão inaugurados na Namíbia (Sudoeste da África) neste 3 de setembro. O High Energy Stereoscopic System (H.E.S.S.) vai procurar pelas emissões das partículas mais enérgicas no Universo. Ao todo são quatro radiotelescópios, sendo que o primeiro estará operacional na semana que vem.

Os cientistas usarão o H.E.S.S. para investigar ambientes cósmicos extremos, como os restos de supernovas, mas a principal meta será a origem dos raios cósmicos – partículas carregadas que constantemente bombardeiam a Terra.