DreamHost
Astronomia no Zênite
Curiosidades - A bandeira do Brasil

Projetos de reforma

O Decreto-lei que estabeleceu a nova bandeira republicana não foi bem recebido por todos. Em meio às vozes contrárias estavam Santos Dumont, Floriano Peixoto, o Visconde de Taunay e o Barão do Rio Branco. Os motivos dependiam de cada um, desde os opositores do positivismo até os descontentes com o fim da monarquia. Alguns não somente reclamaram, propuseram projetos de reforma e, muitas vezes, bandeiras inteiramente novas. Aqui estão as mais relevantes (clique nas imagens para ampliá-las).

Projeto do Barão do Rio Branco

Este projeto nem chegou a ser proposto à Constituinte de 1890. A bandeira alternativa teria três listras em diagonal, representando as três raças, o índio, o branco e o negro. No centro um escudo azul com um sol nascente. Um escudo menor, verde, teria a esfera armilar de ouro sobre a cruz de Cristo.

Projeto do Barão do Rio Branco

Projeto de Júlio Ribeiro (1888)

Apresentado em julho de 1888 pelo paulista Júlio Ribeiro, filho de norte-americano. Copiava a bandeira dos EUA, com treze listras horizontais alternando preto e branco, e uma cantoneira, onde figurava o mapa do Brasil e quatro estrelas, resumindo o Cruzeiro do Sul. Foi oficializada em 1946 como a bandeira do Estado de São Paulo.

Projeto de Júlio Ribeiro

Projeto de Oliveira Valadão (1892)

O primeiro projeto jurídico foi apresentado em setembro de 1892 pelo deputado sergipano Oliveira Valadão e subscrito por mais 14 membros da Câmara. Para ele, deveriam retiradas a esfera celeste e o lema “Ordem e Progresso”, tão polêmico. As Armas da República ficariam num círculo central, de cor azul marinho.

Projeto de Oliveira Valadão

Projeto de Venceslau Escobar (1908)

O projeto do deputado gaúcho Venceslau Escobar foi apresentado à Câmara em junho de 1908 e pretendia apenas suprimir a faixa com o lema “Ordem e Progresso”. Segundo ele, para que a nação não tivesse que “guardar um estandarte com a divisa de uma seita”.

Projeto de Wenceslau Escobar

Continue lendo…

GOSTOU DO ARTIGO? COMPARTILHE!    
PUBLICIDADE
Este website não tem fins lucrativos, sendo mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando o seu bloqueador de anúncios para www.zenite.nu
 

As novas críticas
O céu da bandeira

Referências (fontes consultadas)
Coimbra, R. O. A Bandeira do Brasil. Rio de Janeiro: Fundação IBGE, 1972. 502 p.
Publicação em mídia impressa
Costa, J. R. V. O firmamento como símbolo nacional. Tribuna de Santos, Santos, 25 nov. 2002. Caderno de Ciência e Meio Ambiente, p. D-4.
Como citar o texto desta página como fonte de sua pesquisa

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT, a forma indicada para mostrar que você pesquisou o artigo contido nesta página é:

 

As referências bibliográficas são importantes não apenas para dar crédito aos autores de suas fontes, mas para mostrar a sua habilidade em reunir elementos que constroem uma boa pesquisa. Boas referências só valorizam o seu trabalho.