Surfshark
Astronomia no Zênite
Astronáutica - Os pioneiros

O programa Luna

StatusLançamentosObjetivo
Concluído
Entre janeiro de 1959 e agosto de 1976
Estudar a Lua

Diversos veículos lunares não tripulados foram destinados à Lua desde o final dos anos 50. A série Luna ou Lunik (luar em russo) foi um programa espacial da antiga União Soviética que enviou 24 naves automáticas para a Lua entre 1959 e 1976. Sendo que 9 delas não atingiram seu objetivo.

LunokhodA URSS pode ter perdido a corrida para a Lua, mas a futura exploração planetária robótica é inspirada na tecnologia russa. Na imagem, o Lunokhod (concepção artística).

A Luna 1 errou o alvo, mas se tornou a primeira espaçonave a entrar em órbita do Sol. Em 1959, a Luna 2 chocou-se com a superfície lunar, tornando-se o primeiro artefato humano a atingir outro mundo.

A missão Luna 2 confirmou que a Lua não tem um campo magnético apreciável e também não encontrou evidências de anéis de radiação em torno do satélite.

A Luna 3 trouxe as primeiras fotografias do lado oculto da Lua, aquele que nunca podemos ver, devido ao fato da Lua girar em torno de si mesma no mesmo período de tempo que completa uma volta ao redor da Terra, e assim manter sempre uma mesma face voltada para nós.

Outras naves da série Luna fizeram pousos suaves, enviando fotos panorâmicas da superfície. As Lunas 17 e 21 levaram consigo os primeiros veículos (rovers) que caminharam nas vizinhanças de seus locais de pouso.

O sucesso e a habilidade dos soviéticos foram tão significativos que suas Lunas também foram as primeiras naves automáticas a coletar amostras do solo lunar, trazendo-as de volta a Terra.

Na tabela a seguir, você confere os principais feitos dessa incrível série de sondas de exploração lunar. Artigo de Astronomia no Zênite

 
PROGRAMA LUNA
MissãoLançamentoPrincipais resultados
Luna 12 de janeiro de 1959Falhou. Primeiro veículo espacial com destino à Lua. Passou a 5.995 km de seu objetivo em 4 de janeiro, após 34 horas de voo. Tornou-se o primeiro engenho humano em órbita do Sol.
Luna 212 de setembro de 1959Falhou. Depois de 33 horas e meia de voo a sonda colidiu com a superfície, próximo da cratera Arquimedes. Tornou-se o primeiro engenho humano a atingir outro mundo.
Luna 34 de outubro de 1959Sucesso. Primeiro veículo que circundou a Lua. Também enviou as primeiras fotografias da face oculta.
Luna 42 de abril de 1963Falhou. Passou a 8.500 km da Lua e entrou em órbita do Sol.
Luna 59 de maio de 1965Falhou. Destruida no impacto com a superfície em 31ºS e 8ºE.
Luna 68 de junho de 1965Falhou. Passou a 161.000 km da Lua e entrou em órbita do Sol.
Luna 74 de outubro de 1965Falhou. Destruida no impacto com a superfície em 9ºN e 40ºW.
Luna 83 de dezembro de 1965Falhou. Destruida no impacto com a superfície em 9,1ºN e 63,3ºW.
Luna 931 de janeiro de 1966Sucesso. Primeira nave a pousar suavemente na Lua. Enviou as primeiras fotografias e sinais de TV da superfície. Foram mais de 8 horas em transmissões. As fotos permitiram uma vista panorâmica, incluindo detalhes de rochas vizinhas e do horizonte, a mais de um quilômetro de distância da nave.
Luna 1031 de março de 1966Sucesso. Transmitiu por cerca de 2 meses dados sobre radiação e campo gravitacional. Tornou-se o primeiro satélite artificial da Lua.
Luna 1124 de agosto de 1966Sucesso. Satélite lunar. Orbitou a uma distancia mínima de 159 km. Transmitiu até 1 de outubro.
Luna 1222 de outubro de 1966Sucesso. Satélite lunar. Transmitiu até 19 de janeiro de 1967.
Luna 1321 de dezembro de 1966Sucesso. Alunissou em 24 de dezembro em 18ºN e 62ºW. Estudou o solo e transmitiu até 27 de dezembro.
Luna 147 de abril de 1968Sucesso. Satélite lunar. Orbitou a uma distancia mínima de 160 km.
Luna 1513 de julho de 1969Falhou. Lançada no mesmo dia que a Apollo 11. Foi destruida no impacto com a superfície em 17ºN e 60ºE no dia 21 de julho.
Luna 1612 de setembro de 1970Sucesso. Primeira sonda que recolheu amostras lunares e regressou a Terra. As amostras foram as primeiras obtidas pelos soviéticos. Os norte-americanos já haviam trazido rochas lunares a bordo das Apollo 11 e 12 (porém, a um custo muito maior).
Luna 1710 de novembro de 1970Sucesso. Sonda de alunissagem suave, que levou o veículo Lunokhod 1. Realizou vários experimentos, analisou o solo, enviou fotos, imagens de TV e caminhou na superfície.
Luna 182 de setembro de 1971Falhou. Destruida no impacto com a superfície em 3,6ºN e 50,5ºE.
Luna 1928 de setembro de 1971Sucesso. Satélite lunar. Realizou cerca de 4 mil órbitas antes de perder o contato.
Luna 2014 de fevereiro de 1972Sucesso. Alunissou em 21 de fevereiro em 3,6ºN e 56,5ºE. Retornou a Terra com 30g de amostras do solo lunar em 25 de fevereiro.
Luna 218 de janeiro de 1973Sucesso. Levou o veículo Lunokhod 2. Operou por cerca de 4 meses, cobrindo 37 km da superfície. Enviou mais de 80 mil imagens de TV.
Luna 222 de junho de 1974Sucesso. Satélite lunar. Transmitiu até 6 de novembro de 1975.
Luna 2328 de outubro de 1974Sucesso. Aterrissou no Mar das Crises. Transmitiu até 9 de novembro de 1975. Imagens da Lunar Reconnaissance Orbiter em 2012 revelaram que ela havia tombado e por isso não conseguiu coletar amostras.
Luna 249 de agosto de 1976Sucesso. Última missão do programa Luna. Pousou no Mar das Crises a 2,3 km da Luna 23. Recolheu 170g de amostras, regressando automaticamente em 22 de agosto.
GOSTOU DO ARTIGO? COMPARTILHE!    
PUBLICIDADE
Este website não tem fins lucrativos, sendo mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando o seu bloqueador de anúncios para www.zenite.nu
 

Magnífica Lua
Missões espaciais

Referências (fontes consultadas)
• Programa Luna. Wikipédia. Disponível em <https://pt.wikipedia.org/wiki/Programa_Luna>. Acesso em 1 nov 2015.
Créditos: Costa, J.R.V. O programa Luna. Astronomia no Zênite, 18 nov. 2015. Disponível em: <https://www.zenite.nu/o-programa-luna>. Acesso em: 19 out. 2021.
Como citar esta página como uma fonte da sua pesquisa

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT, a forma indicada para mostrar que você pesquisou o artigo contido nesta página é:

 

As referências bibliográficas são importantes não apenas para dar crédito aos autores de suas fontes, mas para mostrar a sua habilidade em reunir elementos que constroem uma boa pesquisa. Boas referências só valorizam o seu trabalho.