Surfshark
Astronomia no Zênite
Astronáutica - Estações orbitais

Mir

A estação Mir pertenceu à terceira geração de estações espaciais russas. Nas primeiras não existiam muitas possibilidades para reequipagem ou reabastecimento, por isso estavam condenadas a reentrar na atmosfera após um curto período de operação.

A Mir, porém, foi um complexo de diferentes módulos montados no espaço e que podiam se reagrupar em configurações diversas. O primeiro módulo foi lançado no início de 1986 e o último em 1995. A Estação Espacial Internacional (ISS), projeto de ponta da astronáutica norte-americana, tem muito das características tecnológicas dessa extraordinária estação.

Diagrama da Mir
ESQUEMA da estação espacial Mir. A seta representa o sentido do voo. A descrição de cada módulo vem em seguida.

1 -Soyuz-Progress

A espaçonave Soyuz foi utilizada para transportar carga e tripulação para a Mir. A Progress é um veículo de carga usado para enviar equipamentos científicos. Ela também podia auxiliar na realização de experimentos enquanto acoplada à estação, ou durante um voo livre. Quando enviada de volta à Terra a Progress também podia remover materiais usados.

Mir core

2 – Módulo Principal

Era o núcleo da estação. Foi projetado para proporcionar serviços básicos, como alimentação, higiene, recreação e repouso dos cosmonautas. Tinha cerca de 13 m de comprimento por 4 m de diâmetro e uma massa de 20 toneladas, aproximadamente.

As paredes, o piso e o teto da área de trabalho tinham cores distintas e embora num ambiente com microgravidade não faça diferença o que é em cima e embaixo, este arranjo tornava o ambiente mais agradável.

Kvant 1

3 – Módulo Kvant 1

Acoplado em 12 de março de 1987. Era um módulo de 11 toneladas para estudos de Astrofísica. Continha instrumentos para pesquisa sobre a adaptação humana no espaço, provendo também investigações sobre galáxias ativas, quasares e estrelas de nêutrons. Tinha pouco menos que 6 m de comprimento.

Kvant 2

4 – Módulo Kvant 2

Acoplado em 6 de dezembro de 1989. Era um módulo científico com um sistema de saída para o espaço (airlock).

Tinha quase 20 toneladas e foi estruturado para pesquisas de biotecnologia e recursos da Terra. O módulo Kvant-2 permitia aos cosmonautas realizarem atividades extra veículares (EVAs) e continha painéis solares e recursos de suporte à vida, tais como reservas de água e oxigênio.

Kristall

5 – Módulo Kristall

Acoplado em 10 de junho de 1990, o Kristall era um módulo tecnológico usado para desenvolver experimentos biológicos e no desenvolvimento de materiais, como semicondutores, em ambiente de microgravidade.

A este módulo foi acrescentado um sistema que permitia a acoplagem do ônibus espacial ou outra espaçonave de massa superior a 100 toneladas. Também era possível o cultivo de vegetais e havia painéis solares auxiliares que podiam se estender conforme as necessidades energéticas da estação.

Spektr

6 – Módulo Spektr

Acoplado em 1 de junho de 1995, ficava do lado oposto ao Kvant 2 e foi conectado após o deslocamento do módulo Kristall – o que exemplifica a intercambialidade dos módulos da Mir. Continha instrumentos científicos, alguns americanos, e quatro novos painéis solares.

Foi designado para estudos científicos, especialmente observações atmosféricas e recursos naturais da Terra.

7 – Módulo Priroda

Foi o último módulo acoplado à Mir, em 27 de abril de 1996. Também se destinava ao estudo da Terra, particularmente medidas da concentração do ozônio e de aerossóis na atmosfera. Continha instrumentos como espectrômetros, radiômetros de infravermelho e radares. 

Apesar de construída para durar apenas cinco anos, a Mir chegou a 15 anos no espaço a uma altitude de 400 km, realizando uma órbita a cada 90 minutos (ao todo mais de 82 mil voltas em torno da Terra).

Foram 25 missões russas e 30 internacionais, 14.000 experimentos científicos, 103 visitantes e 66 passeios no espaço (o mais longo durou 7 horas), e o recorde de permanência em órbita: cosmonauta Valeri Poliakov, 438 dias.

Este website não tem fins lucrativos, sendo mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando o seu bloqueador de anúncios para www.zenite.nu

Fatos marcantes na história da Mir

  • Fev/1986 ─ A então União Soviética anuncia o lançamento da estação espacial Mir, cujo nome significa paz (ou ainda mundo), em russo.
  • Mar/1986 ─ A Mir recebe sua primeira tripulação, os cosmonautas Leonid Kizim e Vladimir Soloviev.
  • Dez/1988 ─ O francês Jean-Loup Chrétien é o primeiro estrangeiro na estação.
  • Dez/1991 ─ O jornalista japonês Toyohiro Akiyama transmite ao vivo da Mir para um canal de TV de Tóquio.
  • Dez/1991 ─ O cosmonauta Valeri Polyakov completa 438 dias na Mir, enquanto na Terra a União Soviética colapsa.
  • Mar/1995 ─ Norman Thagard, o primeiro astronauta americano, chega à Mir junto à tripulação que irá render Polyakov.
  • Fev/1997 ─ Uma vela de lítio, usada para gerar oxigênio, dá início a um incêndio a bordo. A tripulação consegue controlar o fogo e evitar uma catástrofe.
  • Jun/1997 ─ Durante uma operação de atracação, uma nave de carga Progress se choca com o Módulo Spektr, abrindo um rombo na fuselagem. A tripulação isola o módulo evitando que todo o ar escape da Mir.
  • Jul/1998 ─ A agência espacial russa anuncia que vai desativar a Mir.
  • Ago/1999 ─ A 27ª tripulação permanente (dois russos e um francês) abandona a Mir.
  • Jan/2000 ─ A empresa privada MirCorp anuncia uma campanha de arrecadação de fundos para arrendar a estação espacial e transformá-la no primeiro hotel espacial.
  • Abr/2000 ─ Dois cosmonautas são enviados pela MirCorp para manter a estação operacional.
  • Nov/2000 ─ A agência espacial russa, alegando que a MirCorp não cumpriu o combinado, anuncia que a estação será destruída em fevereiro.
  • Jan/2001 ─ A reentrada e destruição da Mir é adiada para março.
  • Mar/2001 ─ Moscovitas protestam contra o fim da estação. A Mir queima na atmosfera na madrugada do dia 23. É o fim de uma era na astronáutica.

Vinte e sete missões internacionais estiveram a bordo da Mir, levando astronautas e cosmonautas de vinte diferentes nações à estação espacial. A tabela abaixo mostra como foram distribuídas. Artigo de Astronomia no Zênite

Missões da Mir

GOSTOU DO ARTIGO? COMPARTILHE!    
PUBLICIDADE
Este website não tem fins lucrativos, sendo mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando o seu bloqueador de anúncios para www.zenite.nu
 

Os pioneiros
Missões espaciais

Créditos: Costa, J.R.V. Mir. Astronomia no Zênite, jul. 2007. Disponível em: <https://www.zenite.nu/mir>. Acesso em: 16 set. 2021.
Como citar esta página como uma fonte da sua pesquisa

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT, a forma indicada para mostrar que você pesquisou o artigo contido nesta página é:

 

As referências bibliográficas são importantes não apenas para dar crédito aos autores de suas fontes, mas para mostrar a sua habilidade em reunir elementos que constroem uma boa pesquisa. Boas referências só valorizam o seu trabalho.