zenite.nu
Carregando...
Astronáutica - Os pioneiros

Cartões postais da Terra

As primeiras naves da série Pioneer (Pioneiro) foram lançadas entre 1958 e 1960 pelos norte-americanos, movidos pelo desejo de competir com a União Soviética na corrida espacial. As missões Pioneer de números 1 a 5 deveriam colocar pequenas sondas em órbita da Lua e fotografar a superfície do nosso satélite natural.

Nenhuma delas conseguiu escapar à gravidade terrestre, embora tenham enviado informações importantes sobre os cinturões de radiação da Terra.

As missões de 6 a 9 foram lançadas em órbita do Sol e serviram para testar o sistema de orientação das naves, além de obter informações sobre os efeitos da atividade solar sobre o nosso planeta.

Pioneiras

A Pioneer 10, lançada em 1972, foi a primeira espaçonave a cruzar o Cinturão de Asteroides e foi também o primeiro objeto construído pelo homem a deixar o Sistema Solar.

A espaçonave atingiu sua maior aproximação com Júpiter em dezembro de 1973, quando esteve a cerca de 200.000 km do planeta, o equivalente a 1,4 vezes o seu diâmetro. Neste instante a Pioneer 10 segue em direção a estrela Aldebaran, da constelação do Touro.

Mas para transpor os 68 anos-luz que tem pelo caminho este engenho humano levará não menos que 2 milhões de anos. Mesmo viajando mais de 1 milhão de quilômetros por dia, somente após 126 mil anos a Pioneer 10 escapará definitivamente da força de gravidade do Sol.

A Pioneer 11, lançada em abril de 1975, também seguiu em direção a Júpiter e usou o empurrão gravitacional deste planeta chegar até Saturno. Ela foi a segunda missão a investigar Júpiter e a primeira a explorar Saturno e seu sistema de anéis.

A missão da Pioneer 11 está encerrada. O gerador da sonda esgotou-se e a última comunicação foi recebida em novembro de 1995. A Pioneer 11 segue um curso que a levará à constelação da Águia, a noroeste de Sagitário. Contudo, o primeiro encontro com as estrelas dessa constelação acontecerá somente daqui a quatro milhões de anos.

Destino: eternidade

As Pioneer 10 e 11 ficaram famosas porque levam, cada uma, uma placa dourada com a silhueta de um homem e uma mulher. Ambos foram desenhados a partir de análises em computador dos diversos biótipos da humanidade.

Ao lado deles está a posição dos planetas do Sistema Solar em relação a 14 pulsares conhecidos e o centro da galáxia. No canto superior esquerdo um esquema mostrando a transição de um átomo neutro de Hidrogênio, o elemento mais comum no universo.

Esses cartões postais da Terra muito provavelmente irão durar mais tempo no espaço do que toda a existência da humanidade na Terra.

 

História das constelações ocidentais
O círculo dos animais

Como citar o texto desta página como fonte de sua pesquisa

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT, a forma indicada para mostrar que você pesquisou o artigo contido nesta página é:

 

As referências bibliográficas são importantes não apenas para dar crédito aos autores de suas fontes, mas para mostrar a sua habilidade em reunir elementos que constroem uma boa pesquisa. Boas referências só valorizam o seu trabalho.