JOSÉ ROBERTO V. COSTA
Astronomia no Zênite
O Universo é tudo para nós

PARA OS METEOROLOGISTAS, previsão do tempo é sinônimo do uso de satélites, como o NOAA e o GOES, que hora após hora, diariamente, nos enviam quadros de nebulosidade tão comuns nas previsões fornecidas pela televisão.

O sensoriamento remoto, como é tecnicamente conhecido, já foi acusado de ser instrumento de espionagem, certamente com um pouco de razão. Mas as imagens do Landsat, por exemplo, estão disponíveis para uso por qualquer pessoa, em qualquer país e com qualquer finalidade.

E é assim que deve ser. Todos na Terra devem ter a oportunidade de maravilhar-se com a beleza e o encantamento das imagens obtidas do espaço — e de quebra, ainda saber quando vai chover!





Imagens de satélite
QUANDO EM 1963 O ASTRONAUTA GORDON COOPER, a bordo de uma cápsula Mercury, relatou os detalhes que conseguia ver na Terra, os controladores da missão suspeitaram que pudesse estar louco.

Cooper afirmou que conseguia ver as ruas das cidades nas regiões de pouca umidade e sem nuvens, disse que viu uma locomotiva a vapor numa estrada de ferro na Índia, a esteira deixada por um barco num rio da Birmânia. Mas ninguém acreditou no começo. Acharam que ele pudesse estar tendo alucinações.

Depois de outras missões espaciais, como Gêmini e Apolo, a verdade das observações de Cooper tornou-se evidente: em órbita, pode-se ver detalhes incríveis. Logo, a mais rica fonte de informações da Terra passou a vir dos sofisticados olhos eletrônicos dos satélites artificiais.

Mais que isso, ver o planeta do espaço mudou para sempre a forma como enxergamos nosso próprio mundo. A foto no quadro acima é uma pequena amostra disso. Uma composição fotográfica que inclui dados dos satélites meteorológicos GOES, Meteosat e GMS.

A Terra vista do espaço
A IMAGEM ABAIXO, GERADA SINTETICAMENTE, mostra a aparência do planeta Terra visto de um ponto no espaço, cerca de 36 mil quilômetros acima do continente sul-americano.

Ao clicar sobre a imagem, muda-se o ponto de observação, de modo que assim é possível visualizar todo o globo. Áreas escuras mostram onde já é noite (é possível, inclusive, ver as luzes das maiores cidades). As nuvens foram retiradas artificialmente.

O recurso acima é uma cortesia de John Walker. Veja mais no Earth Viewer.


« Espaçonave Terra  

Mais
Atmosfera, morada das nuvens
Auroras


Sobre esta página:
• Você está em zenite.nu?previsaodotempo
• Última atualização em 15/03/2013 às 21h40min.
   

Astronomia no Zênite ©1999-2014. Todos os Direitos Reservados (sobre a reprodução deste artigo).